Delegado-Geral afirma que polícia está empenhada para desvendar morte de policiais civis

Os agentes estavam em diligências investigativas de crimes contra o patrimônio

Delegado-Geral afirma que polícia está empenhada para desvendar morte de policiais civis

O delegado-geral, Thiago Leandro, detalhou na tarde desta quinta-feira, 17, a ocorrência que vitimou os policiais civis Marcos Luis Morais e Fábio Alessandro Pereira Lopes, ambos de 47 anos, na cidade de Umbaúba. Os agentes morreram em diligência investigativa de crimes contra o patrimônio que estariam sendo praticados por ciganos.
 

Ele explicou que estão em andamento diligências para localizar os autores dos crimes contra os agentes da segurança pública nesta quinta-feira. Três homens foram presos na BR-101, já no estado da Bahia, mas ainda não é possível afirmar se possuem envolvimento com a morte dos agentes.
 

“Temos o fato de que três indivíduos do sexo masculino, com as qualidades de serem ciganos, foram detidos na BR-101, já no início Estado da Bahia. Existe a dúvida se eles estão envolvidos no crime. Isso só poderemos afirmar após a realização de exames residuográficos e também com provas testemunhais no local do crime. É muito prematuro afirmar que são os autores. Assim que chegarmos a uma conclusão informaremos a toda sociedade sergipana”, detalhou.
 

As diligências ocorrem em conjunto entre a Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Copci), coordenada pelo delegado Jonathas Evangelista, Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), coordenado pelo delegado Dernival Eloi, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e diversas unidades da SSP.